PorkWorld - O Mega Portal da Suinocultura Brasileira

JBS importa milho da Argentina e avalia compra do cereal dos EUA

A companhia comprou 30 mil toneladas de milho da Argentina...

Terça-feira, 13 de Março de 2018 às 08h39

JBS importa milho da Argentina e avalia compra do cereal dos EUA

Empresas produtoras de carnes do Brasil estão retomando suas importações de milho conforme agricultores locais retêm grãos, criando uma paridade entre os preços locais e internacionais, disseram três fontes à Reuters nesta sexta-feira.

A companhia de carnes JBS comprou 30 mil toneladas de milho da Argentina, para ser usado como ração, para entrega em abril em porto de Santa Catarina, disse nesta sexta-feira à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto.

A fonte não quis se identificar porque não está autorizada para discutir a questão.

A companhia, que importou milho pela última vez em março de 2017, está conversando para importações adicionais de milho da Argentina e dos Estados Unidos para serem entregues a partir de maio, disse a primeira fonte.

O Brasil consome 5 milhões de toneladas de milho mensalmente.

A JBS tem como grandes competidores no Brasil a BRF e a Aurora Alimentos, que também estariam avaliando importações de milho, segundo a fonte.

As duas outras fontes disseram que a demanda por milho estrangeiro é causada pela retenção de vendas por produtores e obstáculos logísticos entre a região Centro-Oeste e as áreas de importante produção de carne, como Santa Catarina.

A proximidade de Santa Catarina do Paraguai e da Argentina dá às companhias locais um incentivo para procurar milho nesses países, em vez de no Mato Grosso (maior produtor brasileiro), mais distante, disse uma das fontes.

O Mato Grosso geralmente produz milho na segunda safra, que começa a entrar no mercado somente a partir do meio do ano.

Além da JBS, a mesma fonte disse que outra grande empresa em Santa Catarina está importando milho do Paraguai.

O movimento deve se intensificar em abril, conforme melhorias foram feitas em corredor logístico ligando fazendas paraguaias e o Sul do Brasil, disse a fonte.

JBS, BRF E Aurora têm capacidade de abater aproximadamente 13,5 milhões de aves e 76.000 suínos por dia, de acordo com dados da associação industrial ABPA.

Um grupo de trabalho foi criado na ABPA para discutir maneiras de melhorar o acesso aos fornecedores de milho, disse a terceira fonte, acrescentando que o grupo conversou sobre importar milho dos EUA.

A JBS afirmou que a associação ABPA poderia prestar informações sobre o assunto.

BRF, Aurora e ABPA se recusaram a comentar o assunto.

Fonte: Reuters/ Ana Mano

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Receba FREE a Revista on-line e a Newsletter Semanal
Ave World - O Mega Portal da Avicultura Brasileira